As 10 maiores rivalidades fora dos ringues

Saiba quais são as 10 maiores rivalidades entre os maiores superstars da WWE que ocorreram longe das câmeras de TV e pay-per-views.

Como todos sabem, as divergências entre os superstars da WWE muitas vezes não se limita aos ringues, em frente as câmeras. Por trás do mundo do pro-wrestling, longe dos olhos do público, alguns dos maiores nomes dos ringues trocaram farpas e até mesmo tiveram contato físico.

Como alguns casos tiveram várias pessoas observando, esses acontecimentos vieram a vazar na mídia, chegando a conhecimento dos fãs. Através de uma combinação de entrevistas exclusivas e pesquisas, iremos listar aqui as maiores rivalidades fora dos ringues.

Publicidade

Bill Goldberg vs. Chris Jericho

Y2J vs Goldberg
Por 173 lutas consecutivas, Goldberg ficou imbatível dentro de um ringue da WCW. Mas nos backstages contra um irado Chris Jericho, em 2003, o powerhouse foi humilhado em um confronto.

Y2J narrou a cena em seu segundo livro, o best-seller “Undisputed: How to Become the World Champion in 1,372 Steps.” De acordo com ele, Goldberg criticou a performance de Jericho pelas costas, e quando Jericho o confrontou, Goldberg não gostou e agarrou a garganta de Jericho.

O “garoto magro de Winnipeg” como se autoproclama Jericho, escapou de Goldberg e aplicou um facelock em Goldberg, que foi ao chão. Após outros superstars os separarem, os dois de cabeças mais frias, cuja rivalidade vinha de anos atrás, desde a WCW, apertaram as mãos e decidiram que sua única rivalidade seria nos ringues.

Batista vs. Booker T

Batista vs. Booker T
Enquanto gravavam um comercial para o SummerSlam de 2006, os ex-campeões mundiais Booker T e Batista tiveram uma briga amplamente divulgada. Foi uma luta tensa, que durou pelo menos cinco minutos, de acordo com um ex-diretor de TV da WWE. Dizem que Booker T levou a melhor no combate.

O que se pode dizer pelo motivo da briga, é que Batista não teria tratado Booker T com respeito. Em sua autobiografia de 2007, “Batista Unleashed,” O Animal admitiu que a briga teria acontece pois ele não cumprimentou Booker.

“Não importa como eu me sentia, eu deveria ter sido pelo menos respeitoso e dito “Olá,” não deveria ter agido como se ele não existisse”, escreveu ele. “Ele ganhou o respeito neste negócio. Eu não mostrei, e eu estava errado.”

Em uma entrevista ao site oficial da WWE, Booker T afirmou que não nutria nenhum sentimento ruim por Batista, mas que acreditava que ao mesmo faltava um pouco de apreciação com o passado do pro-wrestling.

“Há um monte de nós, que abriram o caminho neste negócio para homens como Batista,” Booker disse, acrescentando mais tarde na entrevista, “O respeito não é um direito. É um privilégio.”

“Stone Cold” Steve Austin vs. Mr. McMahon

Stone Cold Steve Austin e Mr. McMahon
A rivalidade entre Austin e McMahon foi o ingrediente principal da famosa Attitude Era, mas nos bastidores, um desentendimento profissional entre ambos culminou na saida de Austin da WWE em 10 de junho de 2002.

No DVD “Stone Cold Steve Austin: The Bottom Line on the Most Popular Superstar of All Time,” Austin disse que deixou a WWE devido a uma combinação de “fadiga e frustração”. O maior motivo pela saída de Austin foi o modo com que a WWE estava o usando. A luta contra Scott Hall no WrestleMania X-8, por exemplo, foi tratada como “apenas mais uma luta no card”.

Depois da saída de Austin, a WWE e Mr. McMahon fizeram com que a situação viesse a público graças a “famosa campanha de difamação da WWE”, segundo o próprio Austin. Durante um episódio do RAW, McMahon disse que os fãs da WWE que “Austin estava devendo um pedido de desculpas por dar as costas a cada superstars nas locker rooms, para a companhia que ele ajudou a construir e a cada fã, por virar as costas a eles”. Felizmente, o tempo cura todas as feridas e em um encontro intermediado por Jim Ross, mais tarde naquele mesmo ano, Austin e McMahon resolveram suas diferenças.

John Cena vs. The Rock

John Cena vs. The Rock
Embora a rivalidade entre The Rock e John Cena nunca chegou a ser nos backstages, a rivalidade se originou bem longe das luzes brilhantes do Wrestlemania. Comentários vindos de John Cena feitos em um podcast em 2007, que foram impressos pela publicação britânica The Sun, deram início a rivalidade.

“Associar-se com os sports-entertainment não faz muita coisa por sua carreira de ator,” disse Cena. “Apenas ajuda a audiência dos sports entertainment, por isso eu sei por que ele não volta. Então não se meta comigo ou diga que você ama este negócio. É a única que me deixa irritado”.

O líder da CeNation ainda criticou The Rock por aparecer com pouca frequência em eventos da WWE. The Rock respondeu com um vídeo dizendo que Cena luta apenas “pelo cheque”, principalmente.

Quaisquer que sejam os sentimentos que existiam entre os dois, diminuíram até o final de sua rivalidade de dois anos nos ringues, que culminou na luta no WrestleMania 29. Após Cena vencer The Rock e se tornar o novo WWE champion, onde The Rock ergueu a mão de Cena, para todos verem.

Vader vs. Paul Orndorff

Vader vs Paul Orndorff
Mentes ficaram confusas em agosto de 1995, quando surgiram notícias de que Vader havia tido uma briga nos bastidores com Paul Orndorff, e perdeu no final. Os relatos foram impressionantes por que Vader era 7 anos mais novo e pesava 200 quilos.

Esses relatos dizem que tudo começou quando Orndorff teria ofendido Vader por este ter chegado atrasado para um show que ocorreria no Atlanta’s Center Stage. Vader tomou a iniciativa mas foi “Mr. Wonderful” quem levou a melhor, graças a inúmeros chutes e socos.

Publicidade

Edge vs. Matt Hardy

Edge vs. Matt Hardy
Matt Hardy e o WWE Hall of Famer Edge levaram o entretenimento desportivo a novas alturas quando, juntos com seus parceiros Jeff Hardy e Christian, respectivamente, reinventaram as ladder matches na WWE. No entanto, a relação de Hardy com Edge é provavelmente mais lembrada pelos problemas bem pessoais que motivaram a uma rivalidade que surpreendeu os fãs da WWE em 2005.

Conforme foi detalhado no DVD “You Think You Know Me? The Story of Edge,” de 2012, a história começou quando Hardy se machucou e a sua até então namorada, Lita, começou a viajar ao lado de Edge. Quando o relacionamento entre os dois passou de platônico para romântico, os problemas entre Hardy e Edge cresceram e vieram a cair aos olhos do público.

Hardy foi demitido da WWE, para retornar meses depois com um coração partido e cheio de rancor e desejo de vingança contra Edge. Essa foi mais uma rivalidade onde a audiência se perguntavam se o entretenimento desportivo estava imitando a vida real ou vice-versa.

Ric Flair vs. Eric Bischoff

Ric Flair vs. Eric Bischoff
Uma das mais intrigantes rivalidades tanto em frente às camêras quanto fora delas foi a rivalidade entre Ric Flair e Eric Bischoff. Em seu best-selling “To Be the Man“, Ric Flair disse que Bischoff usou ele para atrair grandes nomes da WWE na década de 90. “Ele parecia ter prazer em me humilhar”, completou Flair

A rivalidade veio à tona em abril de 1998 quando Flair optou por participar de um evento em família ao invés de aparecer no wCw Thunder. A WCW então se viu em sérias questões jurídicas com, sem dúvida, o seu superstar mais duradouro.

Após não aparecer no Thunder, Flair abandonou a WCW quando a guerra da companhia com a WWE estava começando a alcançar altos níveis. Bischoff disse em sua autobiografia que “controvérsia gera dinheiro”. “Ele quis assim, e eu senti que não tinha nenhuma escolha além de manter minha posição”, disse Bischoff.

Flair permaneceu fora da WCW até seu contrato ser resolvido naquele mesmo ano. Em 14 de setembro, após re-assinar com a WCW, o “Nature Boy” voltou ao Nitro em Greenville, SC, onde ele “lavou a roupa suja” ao vivo, deixando bem claro todos os problemas entre ele e Bischoff.

Jacques Rougeau vs. Dynamite Kid

Jacques Rougeau vs. Dynamite Kid
Dynamite Kid e Jacques Rougeau foram membros de duas grandes tag teams na década de 80 (The British Bulldogs e Fabulous Rougeaus), uma briga entre os dois aconteceu devido a uma brincadeira, não levada na esportiva.

Tudo começou quando Rougeau voltou para os backstages ao perceber que sua roupa foi adulterada. Ele afirmou que os “Bulldogs, famosos por suas “brincadeiras” era os culpados, mas Dynamite insistiu que ele não estava envolvido, e irritado com a acusação, acertou Rougeau enquanto o mesmo jogava cartas.

Rougeau aguardou um bom tempo e, semanas mais tarde, carregou consigo um rolo de moedas nos punhos – truque a ele por seu pai, o wrestler Jacques Rougeau Sr. – e acertou Dynamite com um grande soco. Em sua autobiografia, “Pure Dynamite“, Dynamite Kid disse que lembra de Rougeau com algo nas mãos.

“Eu apenas ouvi a pancada enquanto quatro dentes caíam, o primeiro soco quase me nocauteou, mas eu ainda conseguia pensar”.

“Qualquer outro teria sido nocauteado”, Rougeau contou.

Assim como a maioria das brigas nos backstages, os dois lutadores foram separados por seus parceiros, antes que as coisas piorassem.

ECW vs. XPW

ECW vs XPW
Em 2000, a tentativa de uma pequena companhia se sobressair sobre outra com o mesmo propósito saiu fora de controle. O conflito entre Extreme Championship Wrestling e Xtreme Pro Wrestling, uma companhia novata com sede na Califórnia que ganhou notoriedade por utilizar estilo hardcore da ECW.

O confronto ocorreu no Grand Olympic Auditorium de Los Angeles, o local do Heat Wave 2000, o primeiro pay-per-view da ECW na Costa Oeste. Várias personalidades da XPW comprou assentos perto do ringue, com objetivo declarado de inocentemente fazer com que a marca cresce, não interromper o pay-per-view. Conforme o show avançava, no entanto, os concorrentes locais, distraíam os fãs, e isso irritou os wrestlers da ECW, que trataram isso como sinal de desrespeito.

Pouco antes do main event, os wrestlers da XPW causaram um tumulto e foram expulsos do recinto. Para ajudar na remoção dos mesmos, os wrestlers da ECW, incluindo Sal E. Graziano de 225 kg, colocaram-nos para fora do recinto, fazendo com que os invasores nunca mais viessem a perturbar um pay-per-view da ECW.

Bret Hart vs. Shawn Michaels

Bret Hart vs. Shawn Michaels
Em meados de 1997, a relação entre Bret Hart e Shawn Michaels era conhecida por ser tensa, mas os fãs da WWE presentes no Raw realizado em Hartford, em 9 de junho de 1997 não sabiam que os dois tinham se irritado tanto que ambos iriam trocar golpes fora das câmeras, como acabou acontecendo naquela noite.

Semanas antes, Michaels faria com que a ira de Hart fosse a níveis extremos quando fez o infame comentário sobre os “Dias ensolarados” (Sunny days) que Hart tivera. Comentário esse que era uma indireta de Michaels ao fato de que Hart havia tido um affair com a diva Sunny, o problema é que Hart era casado e isso fez com que ele tivesse sérios problemas.

Apesar de uma luta entre ambos no King of the Ring daquele ano ter sido cancelada pelo fato de que Hart precisou fazer uma cirurgia no joelho, os dois terminaram se estranhando nos backstages na noite seguinte.

Em 2007, na sua autobiografia “Hit Man“, Hart disse que procurou por Michaels em Hartford, a fim de “consertá-lo de uma vez por todas”, e ao encontrá-lo, o provocou dizendo “Você tem algo a dizer para mim?”, segundo Hart, Michaels se virou e o ignorou, então Bret acertou um soco em seu queixo. A briga terminou rapidamente, e isso fez com que a WWE os usasse ainda mais um contra o outro, fazendo com que os dois tivessem uma das maiores rivalidades de todos os tempos.

Publicidade


O site WWEBrasil.com.br foi criado com a proposta de fornecer ao leitor os melhores artigos sobre pro-wrestling, em especial sobre a WWE.

Leia também