7 momentos inesquecíveis do Slammy Awards

O Slammy Awards ocorre todo ano e é como se fosse o “Oscar” da WWE. Confira alguns momentos inesquecíveis deste fantástico especial.

Neste artigo iremos falar dos momentos inesquecíveis de um dos eventos mais memoráveis realizados atualmente nos Monday Night Raws, da premiação de grande importância para os Superstars, ocorrendo nos finais de cada ano, o Oscar da WWE, o Slammy Awards.

Publicidade

Hooooooordcore!, Slammy Awards 1987

Jim Duggan vs King Harley Race
No 37th Annual Slammy Awards, tudo ocorria calmamente, quando chegava “Hacksaw” Jim Duggan, com o seu famoso grito, acompanhado sua 2×4, que usava uma gravata borboleta. A categoria era a de Melhor Ring Attire, e com grande animação demonstrada por Duggan, eram anunciados os indicados: The Demolition (Ax e Smash), que receberam vaias; “Macho Man” Randy Savage, que subindo no seu assento, foi muito aclamado. Honky Tonk Man era o terceiro e por último, Duggan anunciou em voz baixa Harley Race, seu rival naquela época.

O quinto indicado era The British Bulldog. O anúncio do vencedor era esperado, e Duggan, focado para falar quem receberia o Slammy, ficou chocado ao ver o nome, a ponto de duvidar daquilo e recusar a ler para o público, então passou o envelope para uma apresentadora figurante, e que de uma forma também surpresa, anunciava Harley Race como vencedor.

Com vaias, Race foi receber o Slammy, junto de Bobby “The Brain” Heenan, que contente com esta conquista, foi dar a palavra do discurso para o momento, onde também como se ganhar esta categoria já não fosse o bastante, queria que Hacksaw se curvasse perante Race para mostrar seu respeito. Como esperado, Duggan recusou-se disto e virando as costas, foi empurrado por Race, e quando pensavam que foi apenas uma forma estranha de sair do palco para continuarem o show, era início de uma marcante briga entre Duggan e Race.

A briga foi para os bastidores, na parte da maquiagem, onde ao ver os dois partindo totalmente para a ignorância, uma maquiadora saía correndo e gritando. Várias coisas foram envolvidas, como um pó branco, creme e bancos. E então a briga seguiu para uma área de eletricidade, onde a luta continuou dentro das cercas que se localizavam naquela área, dando destaque para a batida de Race nos canos, o splash na table onde Duggan escapou. Um minuto depois, Race atacou Duggan com a ajuda dos canos e aproveitou para escapar, e com a ajuda de Heenan trancou Duggan. Exaustos, não esperavam que Hacksaw subisse na cerca e empurrasse um monte que caixas que havia lá, caindo sobre o Race e The Brain, dando chance para a escapada de Duggan, que com mais alguns ataques e uso da caixa, seguiram a briga para o vestiário feminino, tendo então várias mulheres correndo e gritando como a maquiadora anteriormente. Heenan foi seguindo os dois para ajudar Race, mas apanhou de uma idosa que também estava lá.

O rumo da briga foi então para uma sala onde ocorreria uma festa natalina, isso se não fosse pela bagunça que ocorreu lá, com mesas, comidas e chefs de cozinhas espantados com a briga, com destaque para o Atomic Drop que ocorreu em uma das mesas, executado por Duggan em Heenan, além do ataque com o peixe e do anúncio de Jim cancelando a festa natalina.

Pensam que acabou? Ainda não, porque durante uma apresentação de uma categoria no palco do Slammy Awards, estavam Gene Okerlund e Jesse Ventura para mostrar os indicados, mas a surpresa chegou através de um telão que havia lá, e que foi rasgado no momento em que Duggan foi jogado por Race lá, quando de repente chegava a 2×4 para ajudar Duggan. Mas o ataque não aconteceu porque na fuga de Brain e Race, Jim impedia Hacksaw a perseguir eles, terminando este incrível confronto, que por sinal, valeria muito um Hardcore Title.

Stand Back!, Slammy Awards 1987



O que esperar de uma banda da qual Hulk Hogan era o baixista, Randy Savage, Jake Roberts e Brutus Beefcake eram os trompetistas, Junkyard Dog e The Killer Bees eram os saxofonistas, além de George Steele que estava no pandeiro? Pois então, adicione a essa banda ninguém menos do Vince McMahon como vocalista. Foi o que aconteceu. Digam o que quiserem, mas Vince McMahon foi extraordinário em sua performance e deixou muitos de queixo caído. Mesmo que de tanto rir.

If You Only Knew…, Slammy Awards 1987

WWE roster, If you only knew
O mundo da música parou quando vários artistas de peso se reuniram para gravar “We Are the World“, com “If You Only Knew” foi a mesma coisa, só que com o mundo do pro-wrestling. Essa música veio da ideia da WWE em produzir músicas cantadas mesmo pelos superstars, com direito até a vídeo clipes, como exemplo o “Piledriver”, e o “Jive Soul Bro”, mas o momento que teve destaque no Slammy foi quando decidiram fazer uma apresentação ao vivo no show cantando o “If You Only Knew”.

Nesta apresentação, além de todos os Superstars estarem cantando juntos e batendo palmas, com exceção do Koko B. Ware, que estava com a sua mascote no braço, e do Virgil, que estava só na pose mesmo, dois grupos foram separados, pelos heels, e faces, sem esquecer o referee que estava entre estes dois grupos; e o pior que essa separação não era só por essa diferença, mas porque a letra da música fala sobre querer bater e detonar o seu oponente. Sim, isso é um pouco estranho, ainda se pensar no ritmo da música com uma letra dessas…

Publicidade

The Freedom of Speech, Slammy Awards 1997

Stone Cold Steve Austin, Slammy Awards 1997
Saindo finalmente do ano de 1987, vamos avançar 10 anos para o Slammy Awards de 97, onde ocorreu um discurso que deu marca na rivalidade de duas lendas: Stone Cold Steve Austin e Bret Hart. A premiação era da categoria Freedom of Speech, que significa Liberdade de Expressão, e os indicados eram Jerry Lawler, Paul E. Dangerously, Faarooq, Howard Stern e Stone Cold Steve Austin. O vencedor era anunciado por Bob Backlund e Mancow, e mesmo com algum exagero na empolgação ou confusão, era anunciado o vencedor: Steve Austin.

Neste discurso Austin não falava nada menos do que sua match contra Bret Hart no WrestleMania 13, onde enquanto Bret prestava atenção neste discurso, Stone Cold garantia que a luta entre eles seria uma das grandes, “a hell of fight”, assim como garantia também uma ascensão na rivalidade entre eles, e nós sabemos no que isso deu.

Ao sair do palco, Austin deixou o seu Slammy na mesa onde estava The Rock e ia saindo da sala, quando de repente Doink começa a jogar spray no mesmo para “comemorar”, Austin partiu para cima dele, quando vários presentes precisaram apaziguar.

The Best Superstar in The World at The Slammy, Slammy Awards 2008

Chris Jericho Slammy Awards 2008
Com o último Slammy a ser apresentado, era o momento da revelação da categoria mais importante do evento: o Superstar do Ano. Neste momento, Lilian Garcia anunciava Stephanie McMahon para apresentar os indicados desta categoria, e eram eles: Jeff Hardy, Chris Jericho, Batista, Edge, Triple H, e John Cena.

E o vencedor foi Chris Jericho. A theme de Jericho era tocada, e enquanto muitas pessoas estavam surpresas quanto ao vencedor, Chris ia calmamente receber o seu Slammy, dando um aperto de mão da Stephanie, e esperando o momento de seu discurso, mas como as vaias eram altas, falar sobre esta conquista no pupito não era o suficiente, então foi caminhando para o ringue e pegou um microfone para possuir maior atenção.

E então Jericho falava que sabia que ele seria o Supertar do Ano, porque ele é o melhor do mundo no que faz, insultando o público que presenciava este momento, falando também do seu recorde de vezes como Intercontinental Champion, e das 3 conquistas como World Heavyweight Champion, um no Unforgiven, outro no Raw, e o terceiro quando garantia que derrotaria John Cena para pegar de volta o que era dele, além dos seus sentimentos sobre as rivalidades que ele teve e do seu abandono de sua interpretação como Y2J. E tudo ia bem para Jericho, até que John Cena foi correndo para o ringue com a sua theme tocando, fazendo Jericho fugir para longe dele.

The Superstar of The Year is Here, Slammy Awards 2009

Randy Orton vs. Undertaker - Slammy Awards 2009
Mais um ano foi passando e outro Slammy foi chegando, e para decidir o Supertar do Ano, era realizado então um torneio, com semifinais e a final, pois os indicados eram 4: CM Punk, John Cena, Randy Orton e The Undertaker. Dois confrontos então foram feitos para decidirem os finalistas pela categoria.

O primeiro confronto era entre CM Punk, que havia acabado de vencer o Slammy de Momento Chocante do Ano depois de tirar Jeff Hardy da WWE depois de uma Steel Cage match, e John Cena; na match, depois de reverter um GTS, Cena aplicou um STF em Punk para passar pra final, esperando o segundo confronto para saber do seu próximo oponente.

O segundo confronto foi Orton vs. Taker, e o confronto era intenso, até a luta começar a ocorrer no lado de fora do ringue, onde Randy conseguiu aplicar um RKO em Undertaker após a Legacy distrair o mesmo. Orton conseguiu voltar ao ringue vencendo por count out. Após isso a Legacy começou a atacar Undertaker, que conseguiu reagir atirando Ted DiBiase e Cody Rhodes para fora do ringue e aplicando um Chokeslam em Randy Orton.

Chegada a luta final, valendo a nomeação de Supertar do Ano, John Cena contra Randy Orton, relembrando então a tremenda feud que tiveram anteriormente, aflorando assim a intensidade na match. Depois de sofrer um DDT na outside e reverter um Punt Kick, Cena aplicava um Attitude Adjustement para vencer e assim se consagrar o Superstar do Ano de 2009, para a alegria de muitos e obviamente da CeNation.

The Angry, The Awesome, And The Arquette; Slammy Awards 2010

Angry Miz Girl
Com David Arquette entregando o Slammy na categoria Reação do Ano, onde os indicados eram: um garoto chocado ao ver John Cena se juntando ao grupo The Nexus, uma mulher chorando pela despedida de Shawn Michaels, um rapaz surpreendido pela SmackDown Money in the Bank match, e por último, uma menina que ficou muito brava por The Miz ter vencido o WWE title após realizar um cash-in em Randy Orton.

A vencedora foi a “Angry Miz Girl“, Cayley. Tímida para receber o Slammy, agradeceu ao pai por levá-la aquele RAW, quando surgem The Miz e Alex Riley, parabenizando-a. Depois, Miz se ajoelhou perto dela, tratando-a como uma criança ingênua, pedindo para a mesma olhar para o Slammy e ver como o mesmo era bonito e brilhante.

Logo após, Miz disse que ia ficar com o Slammy para “mantê-lo em segurança”, Miz também pediu para ela fazer a mesma cara que fez para ganhar o troféu. Após isso Miz virou as costas para ela, deixando o Slammy com Riley, que tinha em seu rosto um grande sorriso. Miz ainda foi ao ringue ao lado de Arquette e Riley para dizer que era “demais”.

Publicidade


O site WWEBrasil.com.br foi criado com a proposta de fornecer ao leitor os melhores artigos sobre pro-wrestling, em especial sobre a WWE.

Leia também

  • Bolha de sabão

    muito bom artigo