6 coisas que a WWE arruinou

De lutadores até pay-per-views, além de organizações inteiras, a WWE tem arruinado muitas coisas ao longo dos anos. Confira algumas delas.

Ao longo dos anos, a WWE proporcionou aos fãs de wrestling inúmeras lembranças e momentos. No entanto, uma coisa que nunca é comentada em geral são as coisas que a WWE arruinou com o passar dos anos. Desde lutadores até pay-per-views, além de organizações inteiras, a WWE tem arruinado muitas coisas ao longo dos anos. Vamos citar algumas coisas que a WWE arruinou.

Publicidade

6. Cruiserweight Title

Hornswoggle Cruiserweight Champion
Em 2001, a WWE comprou a wCw. No processo, eles decidiram continuar a usar o wCw Cruiserweight Championship. Título que já havia sido vencido por lutadores lendários como Rey Mysterio, Billy Kidman, Eddie Guerrero, Chavo Guerrero, Chris Jericho, Jushin “Thunder” Liger, Ultimo Dragon e Dean Malenko. A WWE nunca conseguiu recapturar a magia da Cruiserweight Division da wCw, mas isso não foi o que arruinou o título. Hornswoggle que nem sequer pode ser chamado de lutador venceu o título e o manteve por mais tempos que lutadores como Ultimo Dragon, Chris Candido e Lance Storm. Como resultado disso, o título perdeu toda a credibilidade, até ser, infelizmente, aposentado. Hornswoggle foi o último campeão, campeão de um título que já foi disputado em incríveis lutas entre Rey Mysterio e Eddie Guerrero.

5. The Great American Bash



Em certa época, o pay-per-view The Great American Bash foi um dos mais aguardados pay-per-views do mundo da luta livre. Era encabeçado por lutas clássicas, como Sting vs. Ric Flair em 1990, Ric Flair vs. Lex Luger em 1991, além de ser também o pay-per-view da infame “Human Torch Match” entre Sting e Vampiro (famosa pelo spot em que Sting cai de cima do Turner Tron em chamas). Quando a WWE comprou a wCw em 2001, parecia que o The Great American Bash tinha chegado ao fim. No entanto, a WWE decidiu reviver o pay-per-view da wCw em 2004, com um logotipo atualizado. O novo logotipo seria um reflexo do que a versão da WWE seria, genérica.

A WWE nunca conseguiu fazer um Great American Bash memorável. A única luta que a maioria se recorda é Bobby Lashley vs. John Cena pelo WWE Championship, em 2007. Essa foi mais uma tentativa falha de recriar algo que a wCw fez de bom. Para piorar a situação, em 2009, a WWE mudou o nome do “The Great American Bash” para apenas “The Bash“. A WWE arruinou o pay-per-view de certa forma que ele nem é mais um pay-per-view. Ele virou um episódio especial do SmackDown, que em sua última edição teve como evento principal Zack Ryder vencendo uma battle royal que decidiria quem seria o General Manager do SmackDown, por uma semana.

4. ECW

Lendas da ECW
Em 2006, Vince McMahon decidiu relançar a ECW como uma nova brand. A empresa era conhecida por suas lutas extremas, temas provocantes e uso de palavras que não eram permitidas na época entre as promoções de wrestling. No começo, McMahon fez um trabalho bastante decente ao tentar manter-se fiel ao produto original e, como resultado, foi um sucesso financeiro e crítico com os eventos ECW One Night Stand 2005 e o início da ECW, em 2006. Quando relançado, o show contou com os principais ECW Originals, como Paul Heyman, Sabu, Tazz, Rob Van Dam e até mesmo o comentarista Joey Styles. O show era produzido de forma diferente dos outros shows da WWE. Lentamente, Vince McMahon começou a transformar o que era uma homenagem à ECW original em nada mais do que outro Velocity (Velocity foi um show da WWE que contava apenas com lower mid-carders e jobbers).

Conforme o tempo passava, os ECW Originals foram demitidos e substituídos por lutadores desconhecidos. A WWE conseguiu transformar a ECW em tudo que ela nunca foi e depois se perguntou por que a audiência caiu. As pessoas ligavam a TV para assistir Rob Van Dam, The Sandman e Sabu e ao invés disso, eram forçados a assistir Kevin Thorn e Marcus Cor Von. Para piorar, ainda mudaram o cinturão clássico da ECW para um cinturão prata muito estranho. Por que um título mundial seria prata? Prata é universalmente reconhecida como prêmio para o segundo melhor. Ninguém quer ganhar uma medalha de prata, o mesmo vale para um cinturão.

Publicidade

3. Hell in a Cell



Há alguns anos, a melhor luta para encerrar uma rivalidade era a Hell in a Cell match. Ela também era muito usada para finalizar as rivalidades de Undertaker. Undertaker encerrou rivalidades com Shawn Michaels e Mankind na Hell in a Cell, ainda pelo fato de que a mesma proporcionaria lutas lendárias. Anos depois, a Hell in a Cell virou um pay-per-view. Parte do fascínio foi completamente perdido.

Agora, todos veem o mesmo pay-per-view todo ano, com não apenas uma luta na Hell in a Cell, mas até três. Como resultado, a luta ficou desvalorizada. Antes, poucos caras tinham cacife para participar de uma Hell in a Cell, hoje, até mesmo Alberto Del Rio já esteve em uma. Agora nem é mais usada para encerrar rivalidades, é apenas mais uma luta, que perdeu sua essência ao ser muito explorada pela WWE.

2. Diamond Dallas Page

Diamond Dallas Page - DDP
Na wCw, Diamond Dallas Page se estabeleceu como o original “people’s champion“, um lutador que trabalhou duro para chegar ao topo. Foi por causa disso que DDP tornou-se 3 vezes wCw World Champion e sem dúvida um dos melhores U.S Champion de todos os tempos. No entanto, depois que McMahon comprou a wCw, DDP foi “WWEzado”.

WWE pensou que seria uma boa ideia fazer de DDP um demente que perseguia a então esposa de Undertaker, Sara. Essa storyline não fez nenhum sentido pelo fato de DDP já ser muito conhecido, com uma personalidade já estabelecida de homem honesto e batalhador. Enquanto DDP sugeriu aos McMahons uma possível rivalidade com The Rock, que faria muito mais sentido, a WWE o usou com um mid-carder perseguidor. Um completo desperdício de um dos maiores nomes da wCw, que em alguns meses foi arruinado pela WWE.

1. U.S Title



Ao longo da ilustre história do United States Championship, ele foi vencido por alguns dos maiores lutadores da história. No auge do título, ele foi vencido por lendas como Harley Race, Ric Flair, Jimmy Snuka, Roddy Piper, Lex Luger, Sting, Scott Hall, Steve Austin, Diamond Dallas Page e Bill Goldberg. Com um caso parecido com o do Cruiserweight title, quando a WWE comprou a wCw, ela decidiu continuar a usar o título. O título perdeu muita importância na WWE devido ao fato de ser utilizado como título de segunda categoria (assim como o Intercontinental). Mas, foi após 2006 que o título esteve em decadência extrema. Como exemplo, usamos o fato de que durante seu primeiro reinado como U.S champion, The Miz manteve o título por sete meses, mas apenas defendeu o título algumas vezes.

Ele passou quase todo o tempo defendendo seu tag team title com Big Show e o U.S Championship foi completamente ignorado. Após anos de decadência, a WWE parece ter percebido seu erro e fez com que John Cena o vencesse e o disputasse com frequência, principalmente contra novos talentos. Mesmo assim, os combates estão longe de combates que foram protagonizados por nomes com Sting, Ric Flair, DDP e Goldberg. Até mesmo Santino Marella foi campeão, o que não aconteceria na wCw, para isso existia o TV Title. As pessoas viam a wCw por causa de nomes como Goldberg e DDP defendendo o título, é incrível como a WWE conseguiu arruinar a história de um título que já foi tão importante.

Publicidade


O site WWEBrasil.com.br foi criado com a proposta de fornecer ao leitor os melhores artigos sobre pro-wrestling, em especial sobre a WWE.

Leia também

  • Jeferson Cardoso

    Essa desvalorização do US tite foi tensa com Dean Ambrose nos tempos de The Shield, que com quase 1 ano de reinado, defendeu uma ou 2 vezes.

  • Janerson Krischke

    Parece que, às vezes, Vince gosta de apostar. A ECW foi de lutadores do nível de Sabu até um cara chamado Balls Mahoney, ou seja, decadência total. O citado Dean Ambrose está pedindo passagem há tempos, mas as fichas são todas para seu amigo Roman Reigns, ao meu ver, um lutador de menor expressão. E se voltarmos alguns anos, isso já acontecia. Jake Roberts nunca ganhou um título pela companhia, Rowdy Piper faturou apenas dois campeonatos secundários, Jim Young, uma lenda nas indies era um jobber que perdia até para outros jobbers como Barry “O”.